Escolhas do Editor xRegional

Assalto ao Castelo marcou início do Mercado Medieval de Óbidos

Até 12 de Agosto ((aberto apenas de quinta a domingo) poderá viver a Idade média que voltou a Óbidos com mais uma edição do Mercado Medieval, trazendo à vila casamentos reais, assaltos a castelos, muita animação e boa gastronomia medieval. Os primeiros quatro dias do Mercado Medieval contaram com milhares de visitantes. Mais uma vez estamos perante um evento de sucesso que junta a gastronomia, recriação histórica e animação. Nos últimos anos o Mercado Medieval de Óbidos tem dado ênfase aos aspetos mais relevantes da História de Óbidos, centrando-se na temática da Casa das Rainhas. Mantendo a ligação com a Casa das Rainhas, foram na quinta-feira recriadas as cerimónias esponsais de D. Afonso V e D. Isabel de Coimbra, abordando a temática do casamento na Idade Média.

Na sexta-feira foi o Assalto ao Castelo, uma recriação que envolveu cerca de 80 participantes e cuja encenação esteve a cargo do grupo profissional de recriação histórica militar Espada Lusitana, de Lisboa.  Foi feita a primeira tentativa de conquista, por parte de D. Afonso V que se repetirá nas próximas duas sextas-feiras, até que na última semana de mercado medieval as tropas afetas à Casa de Bragança (D. Afonso V) derrotam as da Casa de Coimbra (afetas a D. Pedro) e o rei volta a colocar o seu estandarte. No assalto ao castelo, participaram também alguns voluntários, como é o caso da Associação Josefa d’Óbidos e a Guarda do Alcaide (da Associação Espeleológica de Óbidos).
Animação, gastronomia e recriação histórica são os ingredientes de um dos eventos mais emblemáticos de País, sendo, um dos ícones de Óbidos. Durante os 16 dias do evento bobos, cuspidores de fogo, dançarinos, músicos e jograis especialistas nas artes divertir as gentes invadem a vila transportando o visitante para outra dimensão. Na zona mais a Norte, local privilegiado pela sua ambiência tosca, o visitante começa a viagem no tempo por entre tabernas de comes e bebes, artesãos e mercadores oriundos dos 4 cantos do Reino.
O preço do bilhete é de seis euros (menos um euro que na edição anterior) e as crianças até aos 12 anos não pagam entrada. Os trajados a rigor tem um desconto pagando apenas três euros. O mercado à quinta-feira funciona entre as 17h00 e as 24h00, à sexta-feira entre as 17h00 e a 1h00, ao sábado entre as 12h00 e a 01h00, e ao domingo entre as 12h00 e as 24h00.
?“Verão Total” gravado em Óbidos

O programa da RTP “Verão Total”, foi emitido no passado dia 17 de julho, em direto, da Praça de Santa Maria. Foi apresentado por Tânia Ribas de Oliveira e Francisco Mendes mostrou o que de melhor se passa no concelho de Óbidos e na região, com destaque para o Mercado Medieval de Óbidos.
Em direto para a RTP o presidente da Câmara Municipal de Óbidos, destacou que o Mercado Medieval de Óbidos como “ um ícone desta comunidade”, referindo que “atrai muitos turistas da região e do resto do País”.  
Na entrevista o autarca, disse que os eventos que Óbidos organiza ao longo do ano “fazem parte de uma estratégia de animar a economia do Turismo”, e “tem subido a oferta de ano para ano”. “Óbidos lança todos estes projetos, não só porque nos dão notoriedade, mas, fundamentalmente, porque atraem mais pessoas a Óbidos” e, desta forma, “a crise não se sente com tanta força”. Telmo Faria frisou ainda que “a vila e a Lagoa de Óbidos são os dois elementos simbólicos mais importantes do concelho”, uma vez que são o espelho do que melhor há ao “nível do património construído e património cultural”.
 E porque o tempo é de férias para muitos portugueses e estrangeiros que visitam o concelho, o presidente da Câmara destacou “as características únicas da Lagoa de Óbidos para estar em família”, não esquecendo “os 7 quilómetros de praias”. “Podemos ter umas férias muito românticas em Óbidos, mas também mais desportivas, pois a oferta é cada vez maior”, frisou, destacando o novo projeto «Creative Breaks». “Hoje não basta ter uma boa cama para dormir e boa mesa. As pessoas querem experiências, querem fazer coisas que nunca fizeram e este projeto é precisamente isso, ou seja, juntar a atividade mais clássica do Turismo com as indústrias criativas do concelho. Neste momento temos mais de 40 novas experiências”, explicou.
 

Banca de doces da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste

A Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste também participou no programa da RTO “Verão Total” com uma banca de doces. Um bolo com maçã de Alcobaça, trufas de chocolates e gelado de Óbidos, com sabores de chocolate e ginja, foram algumas das propostas da equipa de formadores.
Presentes nesta iniciativa estiveram dois ex-alunos Telmo Moutinho e Andreia Luís, do curso de pastelaria avançada de Óbidos. Os ex-estudantes são um exemplo de sucesso, pois ambos estão a trabalhar em Paris. Telmo trabalha como pasteleiro no restaurante da Torre Eifel e a Andreia numa pastelaria de referência, também na cidade da luz. Estão muito satisfeitos de estarem em Paris e consideram a experiência “muito importante para o futuro”. Pretendem regressar a Portugal, com o objetivo de abrirem a sua pastelaria em Lisboa. Andreia Luís de 25 anos é de Cascais e o Telmo Moutinho também com 25 anos é de Mirandela.
Daniel Pinto, diretor da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste não escondeu o orgulho e prestígio de ter dois ex-alunos da Escola a trabalhar em dois locais de destaque na cidade da luz.

Author: Jornal

Ver mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close
Close