Destaques Home xNazaré

Árvore centenária abatida

A árvore centenária do Largo das Caldeiras foi abatida na passada segunda feira. Apesar da insatisfação de muitos munícipes Nazarenos, a decisão unânime foi tomada pelo executivo camarário no dia 17 de fevereiro de 2014 após informação dos serviços sobre parecer pedido ao ICNF (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas) e cuja resposta foi emitida a 04 de junho de 2013, referindo o potencial risco de cair sobre” edifícios vizinhos, pessoas e bens”.

A árvore de grande porte, “Araucaria”, já tinha sido classificada pelo mesmo Instituto em 1995 como sendo de “interesse público”, tendo perdido esta classificação após o temporal de 19 de janeiro de 2013, pois a entidade competente entendeu que o desequilíbrio provocado não poderia ser atenuado com cabos para segurar esta árvore pouco avistada em território português.
Nas redes sociais circularam muitos comentários anti-abate desta espécie centenária alertando para o facto de ela ser parte integrante do património na-tural e da memória coletiva da Nazaré.
Sobre a deliberação camarária de concordar com o parecer do ICNF já passou muito mais de ano e meio e sobre o temporal de 19 de janeiro de 2013, faltam 2 meses para perfazer três anos sobre o desequilíbrio da tão velhinha árvore que assistiu a transformações tão profundas na vila.
É caso para pensar que a “Araucaria” do Largo das Caldeiras resistiu do alto dos seus 103 anos às chuvas, aos vendavais, mas não à vontade dos homens. Da sua existência sobra-nos a memória e a foto ao lado que nos recorda que, afinal, “As árvores morrem de pé”.

Author: Dina Teresa

Ver mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close
Close