NazaréOcorrências

Incêndio desaloja mãe e filha

Apesar do susto por que passou, Rosa Remígio, de 85 anos, que foi socorrida quando a casa no Sítio da Nazaré onde mora com a filha, de 60 anos, começou a arder, conseguiu proteger-se e ficar afastada das chamas até ser retirada do local, tendo sido ajudada por familiares e vizinhos e, depois, pelos bombeiros.

“Como tem dificuldade em andar, populares trouxeram a senhora como puderam e nós levámo-la para a ambulância para ser avaliada. Vimos que não precisava de ser socorrida no hospital e ela própria contou que estava bem e apenas aflita”, relatou João Estrelinha, comandante dos bombeiros da Nazaré, que após constatarem não haver ninguém no interior da habitação dedicaram-se ao combate às chamas, que deflagraram pouco depois das seis e meia da tarde da passada sexta-feira, ocupando-os ao longo de três horas, com um contingente de 25 elementos e quatro viaturas.
“O primeiro andar ficou completamente inabitável e deverá ter de ser reconstruído até ao sótão”, revelou o responsável dos bombeiros, que adiantou que o fogo começou na cozinha após uma fuga de gás que terá originado uma combustão. “Houve uma pequena explosão que pode ter sido originada pela carga térmica e pela matéria-prima que estava a arder”, indicou.
Apesar dos danos avultados e da casa ter ficado inabitável, não se registaram feridos. As moradoras foram alojadas em casa de familiares.

Author: Dina Teresa

Ver mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close
Close