Ocorrências

Quatro detidos por roubos, furtos e tráfico de droga nos concelhos da Nazaré e Alcobaça

A GNR identificou 12 suspeitos e fez 25 buscas, tendo recuperado material relacionado com 41 crimes de roubo, furto e tráfico de droga ocorridos em cinco concelhos do sul do distrito de Leiria.

As buscas foram realizadas no âmbito de uma investigação, que decorre há cinco meses, em que o grupo está indiciado de tráfico de droga e 41 crimes de roubo e furtos de máquinas de tabaco em estabelecimentos e veículos nos concelhos de Peniche, Óbidos, Caldas da Rainha, Nazaré e Alcobaça, no sul do distrito de Leiria,
Os suspeitos “ou traficavam droga, sobretudo na proximidade de escolas, ou dedicavam-se aos furtos”, disse à agência Lusa o comandante do Destacamento da GNR de Caldas da Rainha, Hugo Carneiro.
A GNR efetuou 25 buscas, 15 domiciliárias e 10 não domiciliárias, nos concelhos de Peniche, Óbidos (Leiria), Lourinhã, Torres Vedras e Oeiras (Lisboa), em que foram identificados e constituídos arguidos 12 suspeitos, entre os 17 e os 22 anos.
Desses, quatro foram detidos, dois dos quais foram presentes a primeiro interrogatório judicial na sexta-feira, um foi detido para cumprir pena de prisão à ordem de outro processo por furtos e outro ficou em liberdade.
As buscas permitiram à GNR apreender uma balança de precisão, 3.270 euros em dinheiro e 3,5 quilogramas de haxixe, dividido em 18.062 doses, 400 gramas de folhas de canábis equivalentes a 416 doses, 357 doses de cocaína, 61 de LSD e 340 de MDMA, que valeriam mais de 22 mil euros no mercado ilícito.
Aquela força de segurança apreendeu ainda vários telemóveis, material de som, eletrodomésticos, televisores LCD e outros objetos provenientes dos crimes que praticavam.
A GNR levantou ainda nove contraordenações por falta de registo e de vacinação de cães e de um cavalo, detenção de cães potencialmente perigosos e por posse de ave autóctone.
Na operação, que decorreu na passada quinta-feira, foram empenhados 137 militares dos comandos territoriais de Leiria, Santarém, Lisboa e da Unidade de Intervenção da GNR.

Author: Dina Teresa

Ver mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close
Close